25 de mar de 2012

Semana da Arte Moderna de 1922

O  "longo século XX" conteúdo obrigatório das aulas de História, ocupa praticamente todo o espaço dos livros da "oitava série" e do "terceiro colegial".


Basta folheá-los para constatar que praticamente todo o período foi marcado por guerras, conflitos, extermínios em massa, como o Holocausto dos Judeus e as Bombas Atômicas de Hiroshima e Nagasaki...
Muitos pensaram que durante a Guerra Fria (1945-1991) o planeta iria ser destruído, as pessoas viviam num clima de catástrofe, de uma hecatombe nuclear.



No final da Segunda Guerra Mundial (1945), os E.U.A bombardearam as cidades Japonesas de Hiroshima e Nagasaki, deixando bem claro que o conhecimento científico poderia ser usado para a destruição em massa.



No Brasil o período foi marcado por ditaduras, isto é, momentos em que a democracia e a participação política e social ficavam barradas. Alguns lutaram, outros foram mortos pelo Sistema, mas com o tempo reavemos nossos direitos.


O movimento "diretas já " de 1984, reuniu milhares de milhões de pessoas em todo o país exigindo a volta das eleições diretas para presidente.

  
Esse espaço do blog será destinado ao estudo das inovações, dos inventos, das mudanças culturais do período, já que o século XX foi provavelmente o mais inovador, o mais tecnológico, o mais revolucionário... Resumindo, um espaço para o lado positivo do século XX, além do início do século XXI, já que somos sujeitos e construímos nossa própria história ao longo de nossas vidas.



 Para começar, nada melhor que a Arte, que alimenta a Alma e os Instintos e nos transmite a sensação ou a ilusão de Liberdade e Felicidade. Você não sente isso quando ouve uma música que gosta, uma foto, um quadro, uma cena de cinema ou mesmo de novela?


Esse quadro ( O grito, de Edvard Munch) me faz  lembrar a adolescência, fase de descobertas, de novas sensações e antes de tudo de estranhamento.


A arte diferencia os seres humanos dos demais animais, podemos criar e recriar, somos seres com imaginação aguçada, criativos e não nos satisfazemos só com alimento.  Por falar nisso, já ouviram a música dosTitãs que se chama “Comida”, preste atenção na letra.

 








A arte sofreu transformações ao longo do século XX. A maior parte das vanguardas vieram da Europa, mas os brasileiros também foram protagonistas. Vamos começar com  “A Semana da Arte Moderna de 1922”.

     Alguns artistas como Di Cavalcanti, Anita Malfatti, Oswald de Andrade, Manuel Bandeira e Villa Lobos buscaram uma nova forma de expressar seus sentimentos, na pintura, na poesia e na música.

      A semana foi difícil, o público não entendeu de cara a nova proposta, muitos vaiaram, mas nada melhor que o tempo para colocar as coisas no lugar. Hoje a “Semana da Arte Moderna de 1922” é considerada um marco artístico nacional e, os modernistas, são estudados nos livros de História, Literatura e Artes, compondo assim nosso panteão.


    Para saber um pouco sobre esse movimento que completou esse ano noventa anos clique aqui , afinal “uma imagem vale mais que mil palavras”


Bons estudos!
Professor Rafael

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...